Sem noção de amor fraterno// O homem agride o irmão,// Num ato que mostra o inferno// Que trás em seu coração.

Rosa Regis Brincando com os Versos

Pensares que se transformam //espalhando poesia, //pegam carona no vento// enchem meu ser de alegria

Perfil
 
 
ROSA RAMOS REGIS DA SILVA (ROSA REGIS), 1949 - Natural do Sítio Jerimum - (Mamanguape-PB(hoje, Jacaraú-PB). Filha de Fortunato Ramos Regis (agricultor da terra alheia), e Maria Joaquina de Farias (dona de casa), chega a Natal/RN, de pois de morar 9 anos em Montanhas/RN, aposentada da COSERN, graduada em Economia (Bel) e Filosofia (Bel e Lic) pela UFRN; amante da literaura de cordel e da poesia de modo geral; Professora de Filosofia no Ensino Médio, concursada pelo Estado do RN.

Entrei aqui no Recanto em 21/07/2007, hoje estou mais informações ao meu respeito. Excluindo algumas e acrescentando outras, como prometi naquele momento inicial...
Chegou o dia. ----Revisada em 16 de maio de 2016.


Mostrando-me mais um pouco:


Minha BIOGRAFIA

Rosa Regis (Rosa Ramos Regis da Silva), aposentada da Cia. Energética do RN – COSERN, Bacharel em Economia, Licenciada e Bacharel em Filosofia pela UFRN, poetisa/cordelista membro da AACC - Associação Casa do Cordel; da AEPP – Assoc. Estadual de Poetas Populares; da ANLIC - Academia Norte-Rio-grandense de Lit. de Cordel (presidente 2011-2014, hoje tesoureira); da ATRN - Academia de Trovas do RN; do MOVIMENTO POETAS DEL MUNDO; da SPVA-RN - Sociedade dos Poetas Vivos e Afins do RN, da UBE-RN - União Brasileiras de Escritores no RN e Professora de Filosofia (concursada) na Rede Estadual de Ensino do RN, para o Ensino Médio desde 2009, já aos Sessenta anos.
 
Livros publicados: POVAREJO EM DOBRO (12 cordéis, dos contos de MC Garcia); FOLHETO DE QUEM APRENDE VIVENDO – Sabedorias do Povo do Sertão (19 cordéis), no Prêmio Patativa do Assaré de Lit. de Cordel; Literatura Infantil em cordel: O TATU FILOSOFANTE e MIÚDA PENSA GRANDE, cordelizando Rosângela Trajano; dezenas de folhetos de cordel de temas variados, inclusive infantis e filosóficos.
 
1º lugar
 
Cordéis:  Na XIV FESERP – Prêmio Augusto dos Anjos – aparecida-PB, com as décimas: LAMPIÃO AINDA É VIVO NO CORAÇÃO DO NORDESTE; no III Prêmio COSERN de Literatura de Cordel –Mossoró-RN,com o cordel em setilhas: EU VENHO AQUI EM DEFESA DA SUSTENTABILIDADE; no 1º PRÊMIO SINDSAÚDE-RN, com o cordel em sextilhas: O SINDSAÚDE É UM SINDICATO DE GARRA; no 2º Prêmio Literatura de Cordel da Acad. Caruaruense de Lit.de Cordel – Caruaru-PE, com as décimas: A FEIRA DE CARUARU É PATRIMÔNIO DO POVO.
 
Sonetos: Na XI Antologia Poética de Div. Autores – PoeArt 2012 Volta Redonda-RJ, com soneto CORAÇÃO DESATINADO; na III Coletânea Século XXI – PoeArt – 2012 – Volta Redonda-RJ, com o soneto ME ENROSCO EM TEUS LENÇÓIS; na VOZES DE AÇO – XIV Antologia Poética de Diversos Autores – PoeArt – 2013 - Volta Redonda-RJ, com o soneto  NESTA INCAPACIDADE DE SONHAR; na VOZES DE AÇO – XII Antologia Poética de Diversos Autores – PoeArt – 2012 - Volta Redonda-RJ, com o soneto - O CANTO IMAGINÁRIO DE UM POETA APAIXONADO; na VOZES DE AÇO – XIII Antologia Poética de Diversos Autores – PoeArt – 2013, cm o soneto SAUDADES...
 
6º lugar
No 6º Festival de SONETOS CHAVE DE OURO – Os 50 melhores Sonetos – Academia Jacarehyense de Letras – 2012 – Jacareí/SP, com o soneto ONDAS...
 
8º lugar
-  Na  X FESERP - Prêmio Augusto dos Anjos – aparecida-PB, com o poema UM DEUS NASCIDO DA DOR;      
- Na XVI FESERP - Prêmio Augusto dos Anjos – aparecida-PB, com o poema O  IPÊ  ROXO;
 

Participou ainda:

- Da XI FESERP – Festival Sertanejo de Poesia - Prêmio Augusto dos Anjos  - Aparecida-PB , com os poemas O INFERNO NO “SERROTÃO” ou FUGA ABORTADA;

- Do XIII e XIV Festival de Poesia, Crônica e Conto de Imperatriz, realização: IMPERATRIZ – FCI, Imperatriz-AM; este último com os poemas: MAR, NAVEGAÇÃO, NAUFRÁGIO E ESPECTADOR; RECONSTRUINDO O PENSAR; CERTEZA DO BEM; AMOR INFINITO e VISÕES DA REALIDADE

- Do I, II e III CONCURSOS DE POESIAS LUÍS CARLOS GUIMARÃES, oferecidos pela Fundação José Augusto – Natal/RN, em 2001, 2002 E 2003 respectivamente, com 10 trabalhos em cada um, tendo sido homenageada no primeiro;

- Do CONCURSO LITERÁRIO OTHONIEL MENEZES (poesia), ano 2003, produzido pela Fundação Cultural Capitania das Artes – Natal/RN, com um pretenso livro: ESCAPANDO ÀS REGRAS.


...
 
Participação a convite:
 
- No Livro MULHERES ESPECIAIS 2, de Anna Maria Cascudo Barreto, pag 385, cap. A Sabedoria Nordestina, com o cordel biográfico: A MINHA BIOGRAFIA EM RIMA E METRIFICADA
 
- No Livro DOIS POETAS, DOIS ESTADOS E UM BALAIO DE VERSOS, dos poetas cordelistas Carlos Aires e Marcos Medeiros – Editora Ler MAIS – Natal, 2014, com a apresentação em rima metrificada.
 
- No livro IMPRESSÕES DIGITAIS - Escritores Potiguares Contemporâneos Vol. III, Thiago Gonzaga – CJA Edições, 30 Anos SEBO VERMELHO Edições, Natal/RN – Entrevista, pags. 60 a 65.

- Na antologia PRESENÇA DA MULHER NA LITERATURA DO RIO GRANDE DO NORTE – Academia Feminina de Letras do RN – Memorial da Mulher, Organizadoras: Zelma Bezerra Furtado & Kacianni de Sousa Ferreira – Natal/RN, com o poema O CINZA DA SAUDADE, pag. 273.
 
- No livro POETA DOMINGOS TOMAZ – RELÍQUIAS DO MEU PASSADO, do Poeta pesquisador Américo Pita, com o Prefácio.
 
- Na COLETÂNEA DE POEMAS UBE/RN – 2015 – Edição comemorativa – UBE 56 anos – organização José de Castro, com os poemas: AINDA HÁ ESPERANÇAS, DE OLHOS FECHADOS, NOSSO “MARIA FUMAÇA” E AS LEMBRANÇAS ANEXAS, VÉSPERA DO DIA DAS MÃES e o soneto RIACHO DOS MEUS AMORES.
 
- Na Coletânea poética SOU DA TERRA NORDESTINA, organizada por Gélson Pessoa, editado pela Ler Mais – Natal/RN – 2015.

Na I Seletiva Beco dos Poetas (Classificados) – 99.Rosa Régis, com o soneto TU BUSCAS O TEU EU, EU BUSCO O MEU e SEM CERCA E SEM PORTEIRA.
 
Nas Antologias Literárias da SPVA-RN – Sociedade dos Poetas Vivos e Afins do RN, Volumes: 3, 4,  5,  6 e 7.
 
Na Antologia de Contos Fantásticos – Autores Brasileiros Contemporâneos – Edição Especial – fevereiro de 2011 – BR Letras – Câmara Brasileira de Jovens Escritores – Rio de Janeiro-RJ, com o conto AS PRIMEIRAS LEMBRANÇAS.
 
- Na Entrelinhas Literárias – Antologia Scortecci de Poesias, Contos e Crônicas – Escortecci Editora – 2011 – Câmara Brasileira do Livro – São Paulo-SP,  com os sonetos: VELHO SINO e O AMOR É IMORTAL.
 
- Na coletânea POETAS DEL MUNDO EM POESIA – volume 1 – Movimento Poetas Del Mundo – 2008 – Campo Grande-MS – Brasil, com os poema AMOR E DESAMOR e o galope à beira-mar NATAL, UM MAR DE POESIA E PAZ
 
No SARAU Brasil – 2015, Concurso Nacional Novos Poetas – Antologia Poética – Organização Isaac Almeida Ramos – Cidade Portuária, Cabedelo-PB, com o poema COM OS OLHOS FECHADOS 
 
- Na Antologia LUIZ GONZAGA EM CORDEL, - Homenagem de 14 cordelistas da Academia Norte-Rio-Grandense de Literatura de Cordel-ANLIC, em comemoração pelo Centenário de nascimento do Rei do Baião, Organizada por Marcos Antônio de Andrade Medeiros – acadêmico da ANLIC, com o cordel (em setilha) GONZAGÃO, O VELHO LULA, MAJESTADE DO BAIÃO.
 
- Em diversas Antologias Poéticas de Diversos Autores e Seletivas Nacional de Poesia, da PoeArt Editoracom poesias livres, sonetos e poesias rimadas.

 
Tem algumas dezenas de cordéis editados e espalhados por aí, tais como:
- A EDUCAÇÃO DO JOVEM NA REPÚBLICA DE PLATÃO (3 Folhetos);
- CASA DE TAIPA; A FOFOQUEIRA DO BREJO E O CASTIGO DE DEUS;
- O LIVRO EDUCA E ENSINA AO JOVEM UM MELHOR VIVER;
- A MENINA DO LEITE (recontado); O DISTINO DE JUSÉ, FIO DE DONA SINHÁ; BRANCA DE NEVE (recontado);
- O VERDADEIRO SABER É SABER-SE IGNORANTE, etc.
- CHAPEUZINHO VERMELHO (cordel infantil) – editado, em parte, pela Editora Mackenzie no Caderno I do Livro do 1º ano do Ensino Fundamental, em 2011.
- O GAROTO QUE O DESTINO TORNOU UM HOMEM SEM SORTE (editado pela Luzeiro), Uma história real.




Contatos:
Tel: (84) 3218-2754  / (84) 8887-5177
rosaregisdocordel@gmail.com
rosadocordel@hotmail.com
rosaregis3erres@yahoo.com.br
www.rosaregispoetisa.net
No Facebook, como Rosa Regis e como Rosa Ramos Regis

MEU CANTINHO NA GLOBOOLINERS: Rosa Regis
Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Parei em mim, matutando// O que é certo ou errado// E acabei esnobando// Que estava ali ao meu lado.